ActionAid is a global movement of people working together to further human rights and defeat poverty for all.

Sobre nós

A ActionAid é uma organização criada em 1972, na Inglaterra, de carácter humanitário actuando nas áreas de Educação e Saúde. Na década 90/2000, junto com as ActionAids de outros países (Itália, Grécia, Irlanda e Brasil) criaram a Federação denominada Associação ActionAid Internacional. A AAMOZ faz parte desta federação, que tem a sua sede na África do Sul e opera em mais de 40 países na África, Europa, América e Ásia.

 

Em Moçambique a ActionAid opera, desde 1988, respondendo ao pedido lançado pelo Governo de Moçambique à comunidade internacional no âmbito da situação de emergência criada pela guerra civil que durou 16 anos. De 1988 a 2011 ela passou por três grandes fases.

Com esta estratégia a AAMOZ pretende continuar a lutar pelos direitos humanos com vista a contribuir para um Moçambique sem pobreza e injustiça no qual cada pessoa usufrua do seu direito a uma vida digna.

Visão, Missão e Valores

  •  Visão: Um mundo sem pobreza e injustiça onde cada pessoa usufrui do seu direito a uma vida digna.

 

  • Missão: Trabalhar com as pessoas pobres e excluídas para eliminar a pobreza e a injustiça.

 

  •  Valores 
  1. Respeito mútuo, que nos faz reconhecer o valor inato de todas as pessoas e o valor da diversidade
  2. Equidade e justiça, que nos faz trabalhar para assegurar a igualdade de oportunidades a todas e todos, independentemente de raça, idade, género, orientação sexual, situação em relação ao HIV & SIDA, cor, classe, etnia, deficiência, localização e religião.
  3. Honestidade e transparência, que nos faz assumir a prestação de contas a todos os níveis para a efectividade das nossas acções e manter-nos abertos em nossos julgamentos e comunicação com os outros.
  4. Solidariedade com os pobres, o alinhamento com as pessoas pobres e excluídas serão o nosso único preconceito na luta contra a pobreza.
  5. Coragem nas nossas convicções, que exige que sejamos criativos e radicais, ousados e inovadores, sem medo de fracassar no esforço de provocar o maior impacto possível sobre as causas da pobreza.
  6. Independência, em relação à qualquer religião ou partido político.
  7. Humildade, no modo como nos apresentamos e comportamos, reconhecendo que somos parte de uma aliança mais ampla contra à pobreza.